A vitória de Cristo foi na cruz ou no Inferno?


Apresento-lhes algumas considerações acerca da famosa canção “A Vitória da Cruz”, com o objetivo de esclarecer, orientar o povo de Deus, especialmente os jovens.

1) O título da canção está correto à luz da Bíblia Sagrada. Mas a letra depõe contra o próprio título. Por quê? Porque enfatiza que a vitória da cruz não foi na cruz (!!!), e sim no Inferno, onde Cristo teria aberto as nossas cadeias e nos resgatado. À luz da Palavra de Deus, a vitória de Cristo foi mesmo alcançada NA CRUZ! Embora a obra da redenção esteja apoiada no tripé “nascimento, morte e ressurreição”, a crucificação de Jesus é seu ponto alto. Afinal, foi na cruz que o Senhor bradou: “Está consumado” (Jo 19.30). NA CRUZ Jesus venceu Satanás, como se lê claramente em duas passagens neotestamentárias:

“Visto, pois, que os filhos têm participação comum de carne e sangue, destes também ele, igualmente, participou, para que, POR SUA MORTE, destruísse aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo” (Hebreus 2.14).

“E, despojando os principados e as potestades, publicamente os expôs ao desprezo, triunfando deles NA CRUZ” (Colossenses 2.15).

2) Para quem não sabe, o Diabo NUNCA esteve no Inferno! Ele é o príncipe das potestades do ar; o seu trono está nas regiões celestiais (Ef 2.2; 6.12; Gl 1.8). Como, pois, ele pôde ouvir os passos fortes que abalaram o Inferno? Como Jesus teria acabado com a sua comemoração?

3) Biblicamente, é errado afirmar que os demônios se alegraram ou fizeram festa com a morte de Cristo, pois foi exatamente na sua morte sacrificial que eles foram derrotados, como vimos nas passagens acima. O Inimigo tentou matar Jesus ANTES de Ele chegar à cruz (Lucas 4.28-30). Satanás induziu Pedro (por influência, e não por possessão) a fazer Jesus desistir da idéia de morrer na cruz, mas Ele o repreendeu: “Para trás de mim, Satanás” (Mateus 16.22,23). Quando Jesus já estava na cruz, o Inimigo tentou frustradamente convencê-lo a descer de lá (cf. Mateus 27.40,42). Por que o Diabo faria festa pela verdadeiramente VITÓRIA DA CRUZ?

4) Não houve festa nenhuma no Inferno envolvendo o Diabo e seus agentes! O Inimigo foi derrotado e exposto ao desprezo NA CRUZ, na morte de Cristo! Embora o plano redentor de Deus, para nós, tenha se concretizado na ressurreição de Cristo, pois sem ela seria vã a nossa fé (1 Coríntios 15.17-20), a ênfase desse plano é a vitória da cruz. Por isso, a mensagem da cruz é tão poderosa (1 Coríntios 1.18).

5) Apesar de estar derrotado por antecipação e aguardando o cumprimento de sua sentença (João 16.8-11), o Diabo ainda não foi esmagado, como diz a canção! Esmagamento significa derrota total, e isso ainda não aconteceu! Em Romanos 16.20, está escrito: “E o Deus da paz EM BREVE ESMAGARÁ DEBAIXO DE VOSSOS PÉS A SATANÁS”. Isso diz respeito ao futuro (1 Co 6.3; Ap 20.9,10).

6) O Diabo nunca teve chaves! Pelo menos, as Escrituras não mencionam que ele, em algum momento, tenha possuído a chave do Inferno. Jesus apenas disse: “... eis que estou vivo pelos séculos dos séculos, e tenho as chaves da morte e do inferno” (Apocalipse 1.18). Por conseguinte, não podemos afirmar que Cristo tomou as chaves do Diabo!

7) Portanto, Jesus não nos resgatou no Inferno! Ele não abriu as nossas cadeias no Inferno! Não! O título da canção em apreço deveria ser A VITÓRIA DO INFERNO. Mas foi com o sangue da cruz que Cristo resgatou a humanidade (1 Pedro 1.18,19), comprando-nos para Deus, como se lê em Apocalipse 5.9: “... Digno és... porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus os que procedem de toda tribo, língua, povo e nação”. Ele, portanto, pagou o preço do resgate a Deus, e não ao Diabo!
Respeitosamente,

Ciro Sanches Zibordi

3 comentários:

Paulo Adriano Rocha disse...

Isso sem contar aquele texto que diz que Jesus derramou TODO o seu sangue pra comprar as pessoas das mãos do Diabo. Meu irmão, é cada heresia que se ouve hoje em dia... Ninguém merece! Mas graças a Deus que existem pessoas como o Pr Ciro: dispostas a falarem e ensinarem a verdade!

Abraços a vocês, meus amigos!

Tharsis Kedsonni disse...

Quanta distorção, hein.
E ainda tem gente que defende com unhas e dentes certos grupos por aí sem antes analisar o que é cantado por eles.

Esse artigo do Pastor Ciro é um ótimo subsídio para alertar muitos incautos espalhados por esse Brasil afora que estão sendo enganados pelas heresias desses aproveitadores.

Deus abençoe vocês, Ed's do blog.
Fiquem na paz!

ED disse...

Nossa! Esee Pr. Ciro é um homem valente e valoroso como Jefté. Amo os Posts dele. por issos empre coloco no B-AD(PE)... Deus vos abençoe...

Seguidores