Porque o Azeite parou?



II Reis 4;6 - E sucedeu que, cheias que foram as vasilhas, disse a seu filho: Traze-me ainda uma vasilha. Porém ele lhe disse: Não há mais vasilha alguma. Então o azeite parou.

Antes de abençoar a viúva, Eliseu ordenou que ela arranjasse o maior número possível de vasos. Todos os vasos que ela colocou à disposição do profeta foram cheios de azeite. Lá pelas tantas, o filho dela informa: "Não há mais vaso nenhum. Então o azeite parou" (II Reis 4:6).

O Senhor não empurra Suas bênçãos por nossa garganta abaixo. Por uma razão difícil de entendermos, Ele quer a nossa participação e colaboração. O profeta garantiu dar à viúva todo o azeite possível - só impôs uma condição: ela teria que providenciar tantos vasos quantos pudesse. Por isso, quando acabaram os vasos... "o azeite parou".

Este é o desafio do Senhor para a nossa vida: quanto de nós mesmos estamos colocando à disposição do Senhor? Quanto de nós ainda está precisando ser entregue ao Senhor? Quanto azeite queremos receber?

Por mais esquisito que pareça, o limite da bênção não está em Cristo. O limite da bênção está nas limitações que estabelecemos. Por que seu azeite parou?

Fiquem na Paz de Deus e Um ótimo Final de Semana com Cristo!

by Edd Carlos


3 comentários:

Paulo Adriano Rocha disse...

Os caras tão evoluindo, heim? Rs. Parabéns!

Rapaz, Deus não dá nada sobrando pra gente não desperdiçar. Tudo é na medida certa, até a fé. Se queremos receber mais, temos que estar mais vazios de nós mesmos para que Ele possa nos encher mais.

Abraço, amigos!

Arielly Lira disse...

Mininos, gostei muito desse texto, pois ele mostra uma nova visão de como estamos no entregando ao Senhor!
Ele faz ecoar uma reflexão em nossas mentes!

Parabéns pelo Blog e que seus vazos estejam sempre cheios de azeite!

Bjoo;**
=D

Adilson Rafael disse...

“A PROVIDÊNCIA DE DEUS NÃO FAZ ACEPÇÃO.”
Uma mulher pobre e viúva, e uma mulher rica

II Reis 4:2 – E Eliseu disse: Que te hei de fazer? Declara-me que é o que tens em casa. E ela disse: Tua serva não tem nada em casa, senão uma botija de azeite. 4: 26 – Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem.
A PROVIDÊNCIA DIVINA (II Reis 4:1-7) Para obter as bênçãos só através da fé. (Hebreus 11:6)
O que aprendemos com essa viúva lição de: HUMILDADE, OBEDIÊNCIA e FÉ. Ela diz “tua serva não tem nada em casa”... Lc 14:11 “os que se humilha será exaltado”
A Palavra profética te pergunta agora: O que tens na tua casa? o pouco que temos é nada.
O milagre está em tua casa irmão, apresente tua vida, a dos teus filhos e os teus bens ao Senhor e receba a bênção.
Dificilmente aquela mulher teria conseguido vasos emprestados se fosse mal relacionada com os seus vizinhos ou se vivesse de casa em casa tomando coisas emprestadas (Pv 25.17). Com certeza, ninguém lhe emprestaria se tivesse o mau costume de não devolver. ( chat de bate-papo)
E disse o Profeta, deita o azeite sobre as vasilhas ou seja, na nossa vida seria assim: ORE, CLAME, LOUVE, GLORIFIQUE AO SENHOR, busque, não desanime, confie pois Deus provera! Ela começou encher as vasilhas e aquela pequena quantidade de azeite, foi multiplicando, foi enchendo varias e varias vasilhas, não cessava, não cessava, de repente, ela pede mais uma vasilha e o filho responde: Não há mais vaso nenhum. Então, o azeite parou.
Note que não foi dito O AZEITE ACABOU e sim PAROU! ( II Reis 4:6 )
Olha irmão(a) Jesus lhe diz neste momento não se desespere, pois o Senhor provera, não pare de CRER, enquanto sua Fé e Oração não cessarem, o Azeite, As Bênçãos de DEUS estarão na sua vida.
4: 26 Agora, pois, corre-lhe ao encontro e dize-lhe: Vai bem contigo? Vai bem com marido? Vai bem com teu filho? E ela disse: Vai bem
UMA SERVA DE DEUS APROVADA (II Reis 4:8-37) proveu um quarto ao profeta (v. 10).
UMA DISPOSIÇÃO PARA SERVIR (vs. 8 a 10) característica cristã na Sunamita: o discernimento.
A SABEDORIA NO DISCERNIMENTO. “eis que tenho observado”, “e este é homem de Deus”.
O CONTENTAMENTO (v. 13) “Eu estou contente com o que tenho”.
CONFIANÇA EM DEUS (v. 23) E ela disse: Tudo vai bem.
LIDANDO COM AS ADVERSIDADES (II Reis 4:18-37) Como Eliseu lidou com o problema.
OS SERVOS DO SENHOR ESTÃO SUJEITOS À ADVERSIDADES (v. 27) O profeta lidar com um grave problema: a mãe, amargurada, a questionar. Isto nos ensina que estamos sujeitos, às adversidades da vida. No entanto, nunca esqueçamos que Deus tem propósitos. (Romanos 8:28).
ADVERSIDADES NOS ENSINAS A ORAR E A CONFIAR NO SENHOR (v. 33) O grave problema que tinha a resolver não o desesperou. Ao contrário, orou e perseverou em buscar no Senhor a solução: que o menino revivesse.
NOSSA VITÓRIA TESTEMUNHA DO PODER DO SENHOR (v. 37) Em II Reis 8:5, encontramos Geazi sendo chamado para narrar os feitos do profeta após 7 anos deste ocorrido. Da mesma forma nossas vitórias sobre as adversidades servem de testemunho para glória do nosso Deus.
“ Os leões terão que jejuar, porque nós somos intocável.”

Pb. Adilson Rafael dos Santos
Assembléia de Deus - Ministério no Ipiranga

Seguidores